A mídia social mudou de algo que fazemos para nos conectar com nossos amigos e familiares, incluindo compartilhar o que comemos no almoço, para uma parte integrada de nossas vidas diárias.

"Esse deslocamento comportamental também se traduz em como os pacientes aprendem e lidam com sua doença. Por exemplo, 90% dos adultos com idades entre 18 e 24 anos confi am em informações médicas compartilhadas em suas redes on-line e mais de 40% dos consumidores dizem que as informações encontradas nas mídias sociais afetam a maneira de como lidam com a saúde"

  •  Existem regras que a indústria farmacêutica deve aderir em termos de como ela se comporta nas mídias sociais, tanto na perspectiva do paciente quanto na perspectiva regulamentar?

  • O que você vê como o verdadeiro potencial das mídias sociais da perspectiva de um comerciante farmacêutico?